POESIA: Três Flechas.


Miro.
Me concentro.
Respiro.
Disparo a primeira flecha.
Erro estupidamente meu alvo.

Me concentro de novo.
Miro.
Respiro.
Disparo a segunda flecha.
Por muito pouco!

Respiro.
Respirando conscientemente.
Me concentro.
Disparo então a terceira flecha.
De coração para coração,
uma flechada certeira, apaixonada!

Comentários

  1. OI, Roberto!
    Adoro vir aqui na sua casa, puxar a cadeira e "ouvir" seus poemas! Muito bom!
    Abração,
    Drica.

    ResponderExcluir
  2. Adorei o poema, confesso que a tempos não li um. Vou passar por aqui sempre para ler os seus.
    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Caro leitor(a), seu comentário é importante por aqui. Diga-me suas opiniões ou impressões sobre a postagem que acabou de ler que as lerei com carinho.

Obrigado desde já!
Volte sempre!